post

A globalização é um fenômeno que vem trazendo inúmeros benefícios para o comércio exterior, mas é claro que junto desse fenômeno também surgem alguns pontos negativos, inclusive para o comércio exterior. É incontestável que a internet facilita a comunicação e a comercialização entre diferentes países, aumentando o fluxo de produtos, serviços e pessoas internacionalmente.

Quando se negocia no mercado internacional, é preciso sempre estar atento a diversos fatores que podem não parecer impactar diretamente, mas muitas vezes pedem uma adaptação nas operações internas. Nesse sentido, uma das variáveis mais importantes e corriqueiras é o tempo.

Ocasionalmente, os diferentes fuso horários entre os países podem parecer aos olhos de empreendedores um grande impedimento para fechar vendas internacionais, todavia existem dicas para lidar com o fator tempo da melhor forma possível.

Dicas para Negociar com Fuso-Horário Distinto

Vídeo-Chamada

Primeiramente, caso seu objetivo seja marcar uma vídeo-chamada ou fazer uma ligação com um comprador estrangeiro, o passo inicial é pesquisar qual é o fuso-horário entre vocês e ver se ele coincide com o horário de expediente de ambos, já que alguns países não têm costume de trabalhar depois das seis ou oito horas estipuladas.

O ideal é conhecer essas informações para conseguir acordar um horário da melhor maneira, o que vai depender muito tanto da sua disposição como do interesse do seu cliente em fechar um negócio. Portanto, manter-se flexível, na medida do possível, é o melhor caminho, uma vez que é muito importante que você demonstre ao comprador o seu comprometimento com a negociação.

Negociando no Mercado de Câmbio

É indispensável conhecer os horários de funcionamento para definir aqueles que mais se encaixam na sua estratégia de negociação. Nesse sentido, caso seu interesse seja negociar em cenários de volatilidade alta, o melhor é escolher horários em que o mercado financeiro de um determinado país conectado esteja aberto. Em contrapartida, se o seu objetivo for negociar em movimentos pequenos, o ideal é escolher horas menos ativas.

Cada um dos principais centros financeiros (Tóquio, Londres, Nova York e Sydney) ficam abertos por 9 horas, contudo, como eles não abrem ao mesmo tempo em todo mundo, esses mercados de câmbio permanecem funcionando 24h por dia em 5 dias na semana. Baseando-se no fuso horário 00GMT (Tempo Médio de Greenwich), os horários dos principais centros são:

  • Tóquio: 23h às 7h;
  • Londres: 7h às 15h;
  • Nova York: 12h às 20h;
  • Sydney: 21h às 5h.

Mesmo assim, recentemente os mercados estão repensando seus períodos de funcionamento. A China, por exemplo, tem planos de estender gradualmente o horário de negociação de seu principal mercado de títulos com o intuito de trazer mais investidores internacionais, facilitando seus acessos.

Quer entender mais sobre o câmbio e como maximizar o lucro das suas exportações através do hedge cambial? Confira aqui o nosso artigo!

Por certo, o tempo é essencial para construir estratégias de negociações dentro de qualquer mercado internacional. E sua organização vai ser primordial. Pesquisar e saber como ele funciona em cada lugar é de suma importância. Apesar disso, a internet veio como um enorme facilitador para a comunicação entre exportador e importador, afinal, hoje em dia várias mensagens podem ser trocadas de diversas partes do mundo a qualquer momento.

Novos Mercados

A B2Brazil surge como uma ótima oportunidade de fazer negócios internacionais, visto que oferecemos este encontro de forma virtual, simples e prática!

Clique aqui e conheça 5 vantagens de contar com B2Brazil em suas operações internacionais!

Cadastre-se e não perca a chance de crescer através do comércio exterior!

Mais Conhecimento

Para encontrar empresas e fazer negócios, visite nosso portal: